O secretário municipal de Saúde de Pinhalzinho, Elmo Zanchet, e o diretor de Saúde, Cleomar Provenci, participam do I Seminário Estadual de Gestores da Política de Saúde, em Florianópolis. O evento iniciou na quinta-feira (01) e encerra sexta-feira (02), a promoção é da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) e realizado pela Escola de Gestão Pública Municipal (Egem).


Conforme Zanchet o objetivo é aumentar o conhecimento, pois a cada dia que passa novos modelos de gestões surgem e é preciso estar atualizado. “O que precisamos é fazer mais, com menos. Para isso precisamos de um corpo técnico mais comprometido e também usar das ferramentas que são colocadas à nossa disposição, para que com menos dinheiro consigamos fazer mais e melhor para a nossa população”, ressalta o secretário.


Zanchet salienta que durante o seminário tiveram uma palestra sobre a importância dos consórcios de saúde. “Em 2017, foi colocado pelo Estado de Santa Catarina, R$ 1,27 por habitante através do consórcio. Os consórcios, que são total de 14 no Estado, atinge cerca de 78% da população, faz um trabalho fantástico para pegar um atalho para a Saúde. Na região temos o CIS Amosc e através dele que conseguimos levar o paciente mais rapidamente ao seu tratamento”, menciona.


Também foi realizada no Seminário, uma palestra com o assessor da Federação dos Hospitais de Santa Catarina, Adriano Carlos Ribeiro, que falou sobre a situação dos hospitais filantrópicos do Estado. “A situação é de penúria total, de subfinanciamento, de esgotamento e a rede precisa de socorro. No Extremo Oeste temos 34 hospitais e é preciso vocacionais esses hospitais, definir suas especialidades para que tenham geração de renda e poder fazer assistência social. Pinhalzinho está fazendo isso e está sendo referência em maternidade e ginecologia, com esse recurso o hospital pode atender todas as especialidades ambulatoriais. Outro exemplo de Pinhalzinho é a captação de recursos e tudo isso é reflexo de uma boa gestão”, salienta.