O secretário de Saúde de Pinhalzinho, Elmo Zanchet, esteve na manhã de quarta-feira (05), realizando uma visita a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam). O secretário esteve acompanhado do presidente do Colegiado de Intergestores Regionais (CIR), Mauro Rizzo, e do presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina (Cosems/SC), Alexandre Fagundes. 


Na oportunidade foram recebidos pelo diretor executivo da Fecam, Rui Carlos Braun, que ouviu os anseios e preocupações dos secretários ao que diz respeito a Saúde do Oeste de Santa Catarina. 


Conforme Zanchet, a visita foi para acompanhar o presidente do Cosems que representa todos os secretários de Saúde de Santa Catarina e também o presidente do CIR. “Levamos a Fecam as nossas preocupações quanto secretários, que dependemos de dinheiro público especialmente estadual e federal, para fazer gestão na Saúde. O trabalho da Fecam é muito importante nesta ligação entre os municípios e os órgãos competentes para que eles cumpram com suas obrigações. É claro, economia parada em recessão reduz arrecadação de impostos, por consequência reduz também os repasses aos municípios e sem dinheiro não se faz Saúde. Por isso, torcemos que a economia volte ao normal, volte a crescer para que possamos vislumbrar dias melhores no que diz respeito ao cofinanciamento da Saúde”, destaca.  


O secretário aponta ainda que há uma preocupação grande quanto ao Programa Mais Médicos, Pinhalzinho perdeu um médico do programa e demais municípios devem ficar sem médicos até agosto se não houver um trabalho eficaz e comprometido da esfera estadual. “Esperamos que em um curto espaço de tempo tenhamos novamente médicos, por meio deste programa. E a Fecam existe justamente para apoiar as administrações municipais e por isso contamos muito com o trabalho deles”, salienta.