A Dengue continua sendo motivo de alerta e preocupação em todo o Estado. Até o momento, nestes sete meses de 2019, Santa Catarina teve um aumento dos casos notificados na ordem de 2.867% em relação ao ano passado. Em 2018 o Estado registrou apenas 53 casos de Dengue e neste ano 1.573 casos já foram registrados. 


Três municípios estão em estado de epidemia, que são Itapema, Balneário Camboriú e Porto Belo. “Aqui no Oeste, pelo menos Pinhalzinho, podemos dizer que estamos felizes por estar vivendo em situação de tranquilidade, graças à população que tem contribuído e ao trabalho da nossa equipe, das agentes de endemias que tem realizado um trabalho contínuo, dedicado e de maneira séria”, afirma o secretário de Saúde, Elmo Zanchet. 


 Até o momento, Pinhalzinho tem 86 focos registrados, 39 notificações de casos suspeitos de Dengue, destes 37 foram descartados. “Apenas dois positivaram, casos estes importados e que não se proliferaram dentro do município. Um caso de Chicungunha foi registrado, de uma paciente que viajou para o Norte, mas graças ao trabalho de bloqueio, ficou somente neste caso”, menciona o secretário. 


Ele salienta ainda que a população tem colaborado e com todo o trabalho realizado está sendo possível deixar o município fora de epidemias. “Uma preocupação grande nossa é com referência a Febre Amarela. Duas mortes foram registradas em Santa Catarina recentemente. A nossa região é considerada de mata Atlântida, por isso temos que ter preocupação. Neste sentido faremos no próximo mês um levantamento, através das agentes comunitárias de saúde, no interior, aonde existem regiões de matas e é aonde vivem os macacos e podemos perceber se existe a proliferação da Febre Amarela através da morte de macacos. Por isso precisamos orientar o agricultor para que ele venha nos falar quando verificar algum macaco morto em sua região”, diz Zanchet. 


O secretário salienta ainda que o município tem uma cobertura vacinal das crianças muito boa, com índices altos, mas nos adultos o índice de vacinação não é tão alto, por isso conclama a população para fazer a vacinação, para que atinja 100% de cobertura vacinal também de Febre Amarela.