O 15° grupo de pacientes, receberam nesta semana, autorização para realização de exames de média e alta complexidade. Os pacientes fazem parte do mutirão de exames idealizado pela Secretaria de Saúde para fazer com que as filas do Sistema Único de Saúde (SUS) tenham andamento.


Conforme o secretário de Saúde, Elmo Zanchet, em apenas dois meses, já passam de dois mil exames ou procedimentos já liberados. Exames estes que seriam de responsabilidade do Estado.


O secretário fala sobre a importância e o motivo de realizar as reuniões com os pacientes. “Decidimos fazer as reuniões para sermos mais efetivos, rápidos e ágeis, no sentido de fazer uma explicação só para um grupo grande de pessoas. Estamos realizando isso desde o dia 19 de janeiro, quando começamos os encontros com o grupo de pacientes de oncologia, que são exames de maior urgência”, diz. Do 15° grupo, fazem parte 50 pacientes.


Zanchet afirma que já estão na fila cerca de 500 novos pacientes. “O fluxo de entrada de exames também é grande e enquanto tivermos ajuda financeira de alguns parlamentares, nós estaremos viabilizando este tipo de procedimento para que as pessoas consigam fazer o exame e dar continuidade ao seu tratamento”, menciona.


Ele salienta também, que a Secretaria de Saúde poderia optar em fazer outros investimentos com esses recursos disponibilizados pelos deputados, como a construção de uma sede própria para a Secretaria. “Mas conversando com o prefeito e ele também se compadece das deficiências e angustias das pessoas que estão à espera, ele nos orientou contribuir para fazer andar as filas do SUS que estão paradas. Sem os exames não conseguimos colocar os pacientes nas filas de cirurgias e quanto antes se coloca os pacientes na fila, mais rápido os procedimentos acontecem”, finaliza.