O município de Pinhalzinho, através da Secretaria Municipal de Saúde apresenta em sua estrutura de Saúde a Rede de Saúde Mental a qual vem passando por um processo de reestruturação com intensificação desde janeiro. 
 
Nesta Rede, conforme a necessidade individual, o paciente recebe atendimento em Saúde Mental. Esse atendimento é realizado nas equipes de ESF (Estratégia Saúde da Família) de referencia e na rede especializada: AB Especialidades - serviço de caráter ambulatorial realizado através de atendimentos com médica psiquiatra - e o serviço especializado CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) que atende especificamente pacientes moderados, graves e com agravos persistentes em saúde mental ou em decorrência do uso abusivo de álcool e outras drogas. 
 
No Período de janeiro a junho de 2019 foram atendidos 526 pacientes na rede de Saúde Mental Especializada (AB Especialidades e CAPS) do município. Atualmente 376 pacientes encontram se em atendimento continuado. 
 
No CAPS, 277 pacientes receberam atendimento continuado no mesmo período, contando atualmente com 177 pacientes de forma continua no Serviço. Em 05 meses foram atendidas 21 Tentativas de suicídio e nenhum óbito, demonstrando a importância que esta rede desempenha.
 
CENTRO DE ATENÇÃO DE PSICOSSOCIAL 
 
O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) é um serviço de saúde de caráter aberto e comunitário constituído por equipe multiprofissional que atua sob a ótica interdisciplinar e realiza prioritariamente atendimento às pessoas com sofrimento ou transtorno mental, incluindo aquelas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas.
 
O atendimento é realizado por equipe multiprofissional que acolhe, avalia, propõe projeto terapêutico singular de cuidados em Saúde Mental. A proposta do CAPS contempla atendimentos individuais, em grupos, familiares, em oficinas terapêuticas e ações comunitárias para inserção social.
 
Os profissionais do serviço consideram que o cuidado em saúde mental precisa ser humanizado devido a sua complexidade, pois exige da equipe conhecimento, empatia, sensibilidade. O cuidado também envolve tarefas como tocar, sentir, escutar e auxiliar o outro nas atividades em que ele apresenta dificuldades. Os profissionais durante as atividades buscam abrir espaços de conversas individuais, ou mesmo com o grupo no intuito de avaliar ansiedades, medos e discutir situações específicas que são vivenciadas pelos pacientes, desenvolvimento da autonomia e reinserção social através de um trabalho humanizado, e fortalecimento dos vínculos entre equipe e usuários, compartilhando o cuidado.
 
Atualmente são desenvolvidas diversas oficinas/grupos terapêuticos, onde é estimulado o desenvolvimento de habilidades motoras, cognitivas, emocionais, mentais e sociais que auxiliem no cotidiano da pessoa atendida. Nos grupos, é incentivado o compartilhamento, troca de experiências, a autonomia através da tomada de decisões e ainda, o sentimento de pertencimento a este local, já que os pacientes fazem parte do processo de “construção” do ambiente, tornando um espaço mais acolhedor. Incentivando a cultura e as artes, os grupos também realizam as preparações para datas comemorativas, em que os grupos se integram e socializam. Após a reestruturação física do espaço, o CAPS conta com projeto de expansão de atividades.
 
As ações de matriciamento/treinamento realizadas pelo CAPS são: capacitação a todas as equipes de ESF, NASF e profissionais da Secretaria Municipal de Saúde; treinamentos específicos aos profissionais médicos da rede; capacitações intersetoriais com a Secretaria de Assistência Social, Hospital; ações em empresas e projeto de saúde mental nas escolas. 
 
A equipe multiprofissional do CAPS é formada atualmente por: 
Keity Andrieli Santoro - Psicóloga 
Marília Jaíne Willms – Terapeuta Ocupacional
Rafaela Pavan – Médica Psiquiatra 
Selis Mara Vicenzi Mantelli – Enfermeira e Coordenadora do Serviço
Marlice Paula Rempel Campos – Técnica de Enfermagem.
 
IMPORTANTE:
A estrutura física do CAPS está situada na Avenida Palmas, Bairro: Bela Vista.  Em virtude da reforma, o serviço precisara ser descentralizado para outra estrutura. Neste período a referencia estará no Centro de Especialidades.
 
População fique atenta no mês de Setembro haverá uma grande ação em prol da vida, programe-se e venha participar, em breve a programação será divulgada.