Campanha de vacinação contra a influenza iniciou dia 16 de abril e se estenderá até dia 25 de maio. O Sábado “D” será amanhã, 12 de maio. Conforme a norma técnica do Ministério da Saúde, as pessoas a serem vacinadas contra a gripe deverão fazer parte dos grupos prioritários.


Para receber a vacina, é necessário estar munido do cartão ou caderneta de vacinação, obrigatoriamente apresentar cartão nacional do SUS com endereço atualizado e CPF. Pessoas portadoras de doenças crônicas deverão apresentar comprovante da doença, como: prescrição médica, exames, cartão com informação de medicamentos; profissionais de saúde deverão apresentar documento que comprove a profissão ou ocupação atual; gestantes deverão levar o cartão de gestante e os demais documentos.


A vacinação é realizada na Sala de Vacinas no Centro de Especialidades, no Bairro Nova Divinéia nos seguintes horários: de segunda a sexta-feira de manhã 7h30 às 11h e tarde 13h às 16h30. No sábado “D” das 8h às 16h30, sem fechar ao meio dia.


Na primeira semana de campanha mais de 1.100 pessoas foram vacinadas, a meta em Pinhalzinho é vacinar mais de 4.200 pessoas. Até quarta-feira (09), 2.056 pessoas já haviam recebido a vacina, uma média de 5,6%.


De acordo com a coordenadora da Sala de Vacinas, enfermeira Ivani Flesch Dewes, a expectativa da equipe é que no sábado (12), venham receber a vacina, crianças e professores. “Nos demais grupos prioritários, as vacinas estão sendo realizadas dentro do esperado. Esperamos que neste Sábado “D”, os pais consigam trazer seus filhos e os professores que trabalham durante a semana também consigam vir se vacinar”, menciona. 


A enfermeira frisa ainda, que o fato de não estar frio, não significa que as pessoas não precisam se vacinar. “Mesmo com o calor, principalmente as crianças e idosos precisam receber a vacina. O frio pode vir de uma hora para outra, além disso, a proteção ao vírus se inicia depois de pelo menos 14 dias após a aplicação”, salienta Ivani.