Na manhã de sexta-feira (09), o Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, empresas de segurança, diretoria da Associação Empresarial de Pinhalzinho (Acip), da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Governo Municipal estiveram reunidos para debater sobre a segurança pública do município. A reunião ocorreu na sede da Acip/CDL.


Conforme o promotor, Edisson de Mello Menezes, o Ministério Público, juntamente com as Polícias Civil e Militar, tem um projeto para incrementar o número de câmeras de monitoramento em Pinhalzinho. “Hoje dez câmeras monitoram o município – Projeto Bem-Te-Vi. O sistema é custeado pelo Estado. Mas é insuficiente. Tem vários pontos da cidade que ficam desguarnecidos deste monitoramento”, enfatiza.


Ele menciona ainda que o monitoramento é importante para a segurança pública, para a Polícia monitorar em tempo real o que está acontecendo nas vias públicas. Ainda tem como finalidade produzir provas para processos e contribuir para desvendar crimes.


Menezes aponta que a reunião teve como objetivo debater este projeto e tentar fazer uma parceria com os poderes públicos, empresas de monitoramento e empresariado, para utilizar o sistema que as empresas já possuem e incrementar com pelo menos uma câmera em pontos estratégicos, utilizando o sistema de monitoramento interno das empresas e desviando o sinal da câmara para filmar uma área pública, transmitindo a imagem em tempo real para a Polícia Militar de Pinhalzinho. 
“Temos a intenção de fazer este incremento das câmeras. O projeto é tecnicamente viável, a um baixo custo. Vamos ter que contar com grandes parcerias, principalmente da sociedade e dos empresários que vamos contatar para autorizar a utilização destes equipamentos. Certamente isso será bem vindo, como mais um instrumento de segurança pública aqui na cidade de Pinhalzinho”, afirma. 


Para o vice-prefeito, Darci Fiorini, que participou da reunião, a iniciativa é louvável, agora irá buscar os meios legais para ver de que forma a Administração Municipal poderá ajudar. “O projeto é importantíssimo, pois dará mais segurança para nossa população, iremos marcar uma agenda junto do nosso prefeito Mario para discutirmos de que forma o município poderá auxiliar neste excelente projeto”, ressalta.

 
Será realizado um levantamento, diagnosticando todos os pontos com câmeras na cidade, além de verificar a possibilidade dessa integração e se é possível ter mais câmeras numa mesma estrutura, ou se será possível criar uma estrutura paralela.