A primeira parcela de R$ 4,8 milhões para a implantação do laboratório de análise do leite na Udesc em Pinhalzinho deve ser liberada nos próximos dias.

 

A liberação foi anunciada no final de março pelo secretário de desenvolvimento regional do Ministério da Integração, Marlon de Carvalho Cambraia, onde foi repassada para o secretário de Articulação Nacional de Santa Catarina, Acélio Casagrande. 

 

Todo projeto esta orçado em mais de R$ 15 milhões, com a implantação do laboratório a pretensão é alavancar a qualidade e a agregação de valor na cadeia do leite em Santa Catarina.

 

Segundo o prefeito Mario Woitexem a reivindicação já antiga, “esta luta já vem desde a época que eu presidia a ACIP (Associação Comercial e Industrial de Pinhalzinho), junto com a Câmara de Vereadores, que tinha como representante neste pleito o ex-vereador Bento Worma de Souza, e nós fizemos uma convocação as industrias que trabalham com leite juntamente dos parlamentares e a Udesc, e hoje vemos que este projeto começa a sair do papel, onde a maior beneficiada será toda a população consumidora dos derivados de leite, pois conseguiremos trazer uma maior segurança e qualidade a toda cadeia produtiva do leite”.

 

O projeto contempla um laboratório de qualidade do leite, uma industria de lácteos em escala piloto e um laboratório de pesquisa com objetivo de incrementar a produtividade e a eficiência dos empreendimentos associados à Rota do Leite, todo este projeto será executado junto aos prédios da Udesc as margens da BR 282. Após a conclusão das obras 82 municípios da região oeste serão beneficiados.

 

Atualmente as análises de leite são enviadas a Curitiba. Tempos a trás tinha-se um laboratório em Concórdia mas o mesmo acabou sendo descredenciado.