Conforme o prefeito de Pinhalzinho Mário Woitexem, as obras que estavam em andamento continuam neste período de quarentena. “As obras que já tínhamos dado inicio continuam”, afirma.


As reperfilagens asfálticas fazem parte de um projeto executado através de recursos do IPTU. “Ainda temos uma parte do IPTU de 2019, para continuar executando a obra. Devido a toda essa situação de pandemia, recebemos até o dia 8 de maio somente o valor de R$ 80 mil reais por parte dos governos estadual e federal para podermos usar. Existem muitas promessas, mas dinheiro na conta ainda não temos, por isso paramos”, ressalta.


Esta paralização se faz necessária para economizar recursos para o combate à pandemia, que conforme o prefeito somente em testes rápidos já foram investidos mais de R$150 mil reais. “Precisamos ter um recurso disponível”, destaca.


O prefeito ressalta ainda que o vencimento do IPTU em cota única de 2020 foi prorrogado para o dia 13 de julho. “Obviamente em julho vamos ter a certeza de como está a situação do estado quanto aos recursos municipais, para decidir se a perfilagem continua ou será paralisada por falta de recursos”, conclui.