Inicia em Pinhalzinho mais um mutirão da saúde. O mesmo visa zerar as filas de cirurgias, consultas, e exames de média e alta complexidade. Na semana passada foi realizada a primeira reunião com os beneficiados, pacientes que precisam consultar para passar por cirurgia de ombros, pés ou mãos.   


O prefeito Mário Afonso Woitexem, que também participou da reunião, salienta que fica feliz em poder atender mais de 20 pessoas. “Essa é uma obrigação do Governo Federal, pessoas que já aguardavam há muito tempo e nós, poder fazer isso, com recursos do município, graças a uma economia muito grande, a uma gestão feita de forma séria, transparente e pegar esses recursos para aplicar na saúde do povo pinhalense, é gratificante. Em contrapartida pedimos que a população nos ajude a tomar conta do município para que possamos economizar ainda mais recursos e poder fazer a saúde das pessoas que tanto precisam”, diz. 


Solange Da Silva, participou da reunião representando seu pai, que precisa passar por uma cirurgia e está há mais de seis meses na fila. “Ele tem um cisto no ombro que já está rompendo o ligamento, com isso está perdendo os movimentos no braço. Ficamos gratos do governo municipal estar apoiando, conseguindo reduzir os gastos públicos para investir na saúde e educação do município”. 


O secretário de Saúde, Elmo Zanchet, destaca que se sente feliz e realizado. “Essa decisão que tomamos em conjunto com o governo municipal para assumir esse compromisso que seria do Estado e do governo Nacional, faz com que a população fique mais tranquila e não fique muito tempo aguardando as filas para serem chamados. Queremos, com isso, passar mais tranquilidade a nossa população, para que se sintam felizes e com seus problemas amenizados para tocarem a sua vida adiante”, aponta. 


Deste grupo de 21 pacientes, oito tem problemas de ombro, dez de pés e três de mãos, todos já estão com consultas marcadas.