O Museu Histórico de Pinhalzinho completa neste mês, 30 anos de fundação. Para comemorar, na segunda-feira (03), foi lançado o vídeo institucional e prestada homenagem a quem colaborou na preservação desta história. 


O projeto de resgatar a história de Pinhalzinho iniciou em 03 de setembro de 1988, pelo prefeito da época, Darci Fiorini, com a criação da Lei municipal para instituição do Museu. Mas, no governo de Clenio Razeira, foi criado oficialmente o Centro de Memórias. Contribuíram neste projeto, colhendo depoimentos dos pioneiros e resgatando os materiais, as professoras Ires Frozza e Anita Bugnotto.


Atualmente a equipe do Museu trabalha para fazer o registro salvaguarda dos patrimônios culturais, materiais e imateriais da cultura popular do município. Sendo uma instituição pública municipal, o Museu Histórico de Pinhalzinho, conta com a colaboração ativa da Fundação de Cultura e também com recursos do governo municipal para guardar e preservar a cultura regional representada através de fotos, objetos e muita história. O acervo tridimensional do Museu é composto por 600 peças catalogadas, entre fotos, objetos, documentos, maquinários agrícolas e utensílios domésticos. 


Conforme a coordenadora do Museu, Neiva Lermen, o vídeo institucional será apresentado durante as visitas ao Museu. Ela aproveitou a oportunidade para parabenizar os homenageados pela iniciativa de criar o Museu e por terem pensado no futuro.


O prefeito Mário Afonso Woitexem, com a palavra, parabenizou a todos pela iniciativa de criar o Museu e afirmou que devemos passar a valorizar mais a nossa história. “Fica aqui o nosso comprometimento de trabalhar cada dia mais para que possamos realmente fazer com que o nosso museu tenha o crescimento que merece, mas também todos os aspectos de segurança, de acessibilidade e de espaço”, afirmou.


Após as homenagens ocorreu uma palestra com o coordenador do Sistema Estadual de Museus, Renilton Assis, que falou sobre a questão museológica. 


O coordenador esteve em Pinhalzinho desde o início da manhã, onde conversou com o prefeito e após passou o dia no Museu Histórico de Pinhalzinho repassando orientações técnicas para a equipe. 


“O coordenador colocou o Estado a nossa disposição no que possa nos ajudar, isso nos deixa feliz, mas nos deixa a responsabilidade e quem sabe, ainda dentro da nossa gestão, possamos ter a sede própria do nosso Museus, pois é esse o compromisso que assumimos perante as pessoas que estavam lá, de buscarmos a construção da sede própria”, afirma o prefeito.