O governo municipal de Pinhalzinho, gestão Cena e Darci, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, têm como seu maior projeto, cuidar da saúde dos pinhalenses.

De acordo com o secretário de Saúde, Elmo Zanchet, em 15 de janeiro de 2017, estavam na fila 2.026 pacientes esperado por consultas e exames de média e alta complexidade. “O prefeito nos desafiou em acabar com essa fila. Após negociações com as empresas prestadoras de serviços e através do CIS Amosc, começaram a realização de exames, consultas e cirurgias, com isso, conseguimos até o mês de abril de 2018, atender mais de 2.500 e até o dia 15 de maio 3.803 pacientes”, ressalta, acrescentando que se colocam no lugar do paciente que dorme e acorda pensando em quando será chamado para realizar o procedimento, por isso da agilidade em diminuir a fila de espera. 


O secretário salienta, que isso também foi possível graças ao aporte financeiro repassado por alguns parlamentares, o deputado federal, João Rodrigues (PSD), com maior volume de recursos; deputado federal, Esperidião Amim (Progressistas); deputado federal, Marco Tebaldi (PSDB); deputado federal, Pedro Uczai (PT). “Com isso conseguimos realizar esse mutirão. Sabemos que a fila nunca irá acabar. Vale ressaltar que iniciamos os procedimentos levando com consideração a data de entrada na fila e também a questão de urgência e emergência”, aponta Zanchet.


Até o dia 15 de maio foram realizadas: 981 ultrassonografias; 858 consultas especializadas; 391 exames oftalmológicos; 322 exames de audição; 237 ressonâncias magnéticas; 213 endoscopias; 203 exames cardíacos; 178 tomografias computadorizadas; 143 fisioterapias (terceirizadas); 137 colonoscopias; 52 ecodoppler; 46 eletroecefalogramas; 42 eletroneuromiografias.