Na manhã de terça-feira (03) estiveram reunidos membros do controle de avalição do Estado com representantes da Sociedade Civil, das entidades e do hospital de Pinhalzinho para avaliação dos trabalhos oferecidos pelo hospital dentro do contrato de contratualização com o Estado.


O médico auditor do controle de avalição em auditoria do Estado, Jorge Beckert, ressaltou que o hospital de Pinhalzinho está em uma situação muito boa, onde a produção supera a meta física indicando que realmente o hospital está trabalhando em prol da comunidade, não está deixando de atender ninguém. 


Quanto aos repasses do Estado, Beckert diz que tudo o que o hospital produz ele deve receber por isso, “tem situação que o hospital produziu e não está recebendo, então, o objetivo de vir aqui é para lutar em prol do hospital”, destaca. 


O administrador do hospital, Silvio Mocelin, diz que a instituição hospitalar já vem há muito tempo trabalhando acima da meta estabelecida pelo próprio Estado. “Em várias situações constatamos isso, na área cirúrgica, na área clínica, na área de atendimento de urgência e emergência, em todos os setores os serviços estão sendo prestados acima do que é preconizado. Estamos tendo dificuldades de receber esses recursos do Estado para com esses serviços que estão sendo excedentes e esperamos que o Estado reconheça isso, porque o trabalho que o hospital vem fazendo não é só para a comunidade pinhalense, mas sim a todos de uma microrregião que nós atendemos”, ressalta Mocelin.