A 17ª edição da Festa do Vinho, Queijo e Salame foi sucesso. Com o frio, propício para degustar um bom vinho, a presença do público foi maciça nos três dias de festa.

 
Com objetivo de agregar valor aos produtores, proporcionar um espaço de ampla divulgação e comercialização de seus produtos, evidenciando a qualidade do que é produzido em Pinhalzinho e região, foi realizada 17ª edição da festa nos dias 04, 05 e 06, no pavilhão da Efacip. 


Neste ano o evento contou com apoio da Cooperativa Regional Itaipu e Epagri. Teve a participação dos municípios de Campo Erê, Saltinho, Sul Brasil, Modelo, Nova Erechim, Cunhataí, Palmitos, Serra Alta, Caxambu do Sul e Pinhalzinho, expondo os seus produtos. 
O 2° Encontro da Viola Caipira e apresentações dos violeiros Grupo EM, foi à atração principal da primeira noite do evento. Na sexta-feira (05), ocorreu à abertura oficial da festa, com a presença de lideranças municipais, apoiadores da festa e deputados estaduais, café colonial e animação com o Grupo EM e show com Junior e Patrick. 


Durante a abertura oficial, nos pronunciamentos, todos enalteceram a importância da festa. O coordenador da 17ª edição da Festa do Vinho, Queijo e Salame, Honorino Dalapossa, agradeceu a todos que se empenharam para a realização da festa, bem como, todos os expositores, as entidades parceiras e o público presente por prestigiar essa festa de sabores.   


O prefeito, Mário Afonso Woitexem, aproveitou a presença dos deputados e destacou que os deputados que ali estavam muito já contribuíram com o município. Ao ex-deputado Marco Tebaldi, que também esteve no evento, o prefeito aproveitou a oportunidade para agradecer pela destinação dos veículos para servir a Saúde. Em 2018 três veículos foram entregues e neste ano uma ambulância. 


Woitexem fez menção ao decreto assinado recentemente pelo governador onde diz que os municípios exportadores passariam a ficar com 90% do crédito do ICMS gerado. “Embora o governador tenha feito esse decreto recentemente, o deputado Marcos Vieira já tinha feito a lei 16.597 sancionada em 2015 e passando a ter vigência em 2017, que diz exatamente isso, que 90% do ICMS ficaria com o município em que o produto é industrializado e somente 10% ficaria aonde ele é embarcado, que são os portos”, destacou, agradecendo ao deputado, que faz com que municípios exportadores como Pinhalzinho, passasse a ter um incremento na arrecadação.


O prefeito também falou sobre as obras em andamento no município. “Nestes 30 meses de governo foram 7km de asfaltamento rural, com investimento de mais de R$3 milhões dos quais R$ 690 mil do Estado, ou seja, mais de R$2 milhões foram de recursos próprios, dos impostos que os pinhalenses pagam, aliado a reformas de ginásios, revitalização do Centro de Eventos, melhorias em todas as escola do município, parques, praças, asfaltos feitos na cidade, compra de máquinas e veículos, conclusão e asfaltamento do Loteamento Boa Vista II, bônus fiscal, onde criamos uma lei nova e devolvemos aos pinhalenses 05% do que é emitido de suas notas ficais, com isso, fizemos uma devolução de R$ 430 mil. Passou de R$ 6 milhões neste 30 meses os investimentos feitos com recursos próprios”, ressaltou.


Também com recursos próprios, Woitexem destacou que foi pago mais de R$ 1 milhão de financiamento do Badesc de asfalto, feito no passado e até o fim do ano estarão liquidando, a dívida chegava a quase R$ 2 milhões.


“Trouxemos através do governo federal e que já foram aplicados em partes, no Parque Olaria e em pavimentação asfáltica, ainda temos uma parte para receber e assim que esse recurso chegar, podemos concluir o asfalto na Rua Fortaleza, o asfalto na Avenida Porto Alegre e o Parque Olaria. Também entregamos ordens de serviço para execução de duas escolas, investimentos do Governo Federal”, salientou. 


Woitexem anunciou que a partir deste mês, até dezembro de 2019, estarão investindo R$ 3 milhões em asfalto na cidade de Pinhalzinho, são 105 mil km² de asfaltos, executado com recursos próprios. Anunciou também que receberam na semana passada, a Licença Ambiental Prévia (LAP) para que assim que estiver concluído os projetos da Casan e da Celesc, possam dar início aos Loteamentos Boa Vista III e Boa Vista IV. “Serão mais de 350 casas que iremos construir, investimentos de mais de R$ 40 milhões, um dos maiores investimentos no município de Pinhalzinho”, disse. 


O prefeito finalizou a sua fala apontando sobre os 675 empregos positivos no município, um dos maiores programas sociais, porque dá dignidade a pessoas. “Quando assumimos o governo, Pinhalzinho também estava vivendo o desemprego como o país vive, com 184 empregos negativos, através do incentivo a construção civil, ao apoio a indústria e ao comércio conseguimos reverter isso”, mencionou, acrescentando que precisam devolver o reconhecimento ao empreendedor pinhalense, por isso, no mês de novembro deste ano realizam a Efacip 2019. 


A 17ª Festa do Vinho, Queijo e Salame encerrou no sábado (06), com apresentações folclóricas, o tradicional jantar típico, apresentação da Banda Stella Di Pietra e show com a banda Sabor do Som.


Avaliação 
O coordenador da 17ª edição da Festa do Vinho, Queijo e Salame, Honorino Dalapossa, avaliou a festa positivamente. Com o maior frio durante a festa dos últimos anos, pode ter inibido algumas pessoas de participar, mas por outro lado o frio foi bom, convidativo ao consumo de vinho e das comidas típicas disponíveis na festa. 


“Em tudo superamos todas as expectativas, todos os eventos anteriores em público, em qualidade, em nível de contato que os feirantes tiveram. Fizemos uma grande festa de produtos, para uma boa feira para os produtores e para a agricultura familiar da região Oeste de Santa Catarina”, apontou. 


Dalapossa destacou ainda a presença dos Italianos, que levam para o Exterior o que viram e o que sentira em Pinhalzinho. Também agradece a todos os parceiros do evento, aos expositores, prefeitos e secretários de Agricultura dos municípios participantes. 


A 18ª edição da Festa do Vinho, Queijo e Salame já foi anunciada, para os dias 09, 10 e 11 de julho de 2020.