O governo municipal de Pinhalzinho suspende temporariamente e parcialemente alguns serviços de rotina, principalmente ligados a agricultura e DMER. A informação é do secretário municipal de Agricultura, Honorino Dalapossa. 


Conforme ele, estamos sendo surpreendidos com um novo momento de dificuldade no país e em Pinhalzinho não está diferente. “Fomos obrigados, a partir de terça-feira (23), suspender todos os serviços de rotina, mantendo apenas os serviços de urgência e emergência, no campo e na cidade. Isso, devido à falta de combustível nos postos de Pinhalzinho e região. Vamos retornar com os trabalhos de rotina a partir do momento que a greve dos caminhoneiros acabar e tudo voltar ao normal”, afirma o secretário.


Vale ressaltar que os trabalhos da Secretaria de Agricultura e do Departamento Municipal de Estradas e Rodagens (DMER) estão todos em dia. “Tivemos cerca de 40 dias de sol entre os meses de abril e maio, o que nos ajudou muito para fazer com que conseguíssemos trabalhar nas estradas do interior e atender propriedades, então, os trabalhos estão normalizados. Essa suspenção temporária de alguns serviços de rotina não deverá trazer problemas em relação a obras e serviços”, diz Dalapossa.


Os serviços de Saúde e Educação, como ambulâncias e transporte escolar continuam funcionando normalmente até sexta-feira (25), conforme ressalta o secretário de Educação Fabricio Fontana, "nesta sexta-feira iremos sentar junto com toda a equipe gerencial da educação pinhalense e demais membros do governo municipal, para avaliarmos a real situação, como a respeito da merenda escolar e combustivel dos veiculos que fazem o transporte escolar", finalizou Fontana.