A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo iniciou dia 18 de novembro e se estende até dia 30 deste mês, com o Dia “D” no sábado (30), para jovens e adultos de 20 a 29 anos. A primeira etapa, realizada em outubro, contemplou crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias. 


O Sarampo é uma doença altamente transmissível, que pode se apresentar de forma grave, causando cegueira, diarreia grave, encefalite, pneumonias graves e até levar a morte. O Brasil é um país que foi considerado livre do vírus do Sarampo em 2016. Porém, em 2018, novos casos começaram a surgir e se espalhar pelo território.


Conforme a coordenadora da Sala de Vacinas de Pinhalzinho, Ivani Flech Dewes, dos 670 cartões de vacinas verificados, apenas 30 pessoas precisaram receber a vacina, isso porque é uma campanha seletiva e é necessário vacinar somente quem ainda não tem a vacina. “Isso é resultado de uma rotina que se utiliza na sala de vacinas, que funciona da seguinte forma, quando alguém traz uma criança para vacinar, solicitamos o cartão de todos os membros da família, justamente para deixar a situação vacinal de todos atualizada”, ressalta.


A coordenadora destaca ainda que além dessas pessoas de 20 a 29 anos que agora são o alvo da campanha, é necessário que pessoas de outras idades tenham essa vacina em dia. “É uma vacina obrigatória até os 49 anos de idade, que sempre está disponível na sala, não é somente durante a campanha e isso fez com que a maioria da população esteja vacinada”, destaca.


No sábado (30), o atendimento na sala de vacinas será das 8h às 17h. “É um bom momento para quem não consegue vir durante a semana, para trazerem seu cartão, o cartão da família e verificar se a vacina do sarampo está em dia e outras vacinas também”, menciona Ivani.