Na próxima semana, a partir do dia 6 de agosto, inicia a campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo. Os postos de saúde da rede pública oferecerão as doses para crianças de 1 ano até 4 anos 11 meses e 29 dias.


Em Pinhalzinho, durante a campanha que se estende até o dia 31 de agosto, a meta é vacinar 95% das crianças. A sala de vacinação atende das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h, para vacinar serão entregues senhas. O ‘Dia D’ será em 18 de agosto com atendimento das 8h às 17h, sem fechar ao meio dia. 


Neste ano, até este momento, foram aplicadas em Santa Catarina 37.519 doses da vacina tríplice viral em crianças de 1 ano de idade, o que corresponde a 39,37% de cobertura vacinal. A vacina protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Também foram aplicadas 20.299 doses da vacina tetraviral, que protege contra sarampo, rubéola, caxumba e varicela. O montante corresponde a uma cobertura vacinal de apenas 21,3%.


O Estado está livre da poliomielite desde 1990. Em 2018, até o momento, foram vacinadas 34.525 das 95.309 crianças menores de 1 ano de idade que devem receber a vacina da poliomielite, correspondendo a uma cobertura de 36,22%. Em 1994, o Brasil recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem. Portanto, é fundamental a manutenção das elevadas coberturas vacinais, acima de 95%.


A caderneta de vacinação é o único documento que precisa ser apresentado na hora de receber as vacinas contra o sarampo e a pólio. Mas, reforça-se que a perda desse documento não impede que crianças e adolescentes sejam vacinados.


As enfermeiras da sala de vacinação de Pinhalzinho destacam, que a vacina tríplice viral está sempre disponível e que é importante que as pessoas verifiquem se estão com as vacinas em dia, lembrando que até 30 anos são duas doses da vacina e de 30 a 49 anos é uma dose.