Na tarde de quarta-feira (31), foi realizada a audiência pública de avaliação das metas fiscais relativas ao terceiro quadrimestre de 2017, no auditório da Acip/CDL. O prefeito Mário Afonso Woitexem, vereadores, secretários, se fizeram presentes. 


Conforme apresentado, a Prefeitura de Pinhalzinho teve um ‘superávit primário’ até 31 de dezembro de 2017, de R$ 7.334.523,46. O resultado primário é definido pela diferença entre receitas e despesas do governo, excluindo-se da conta as receitas e despesas com juros. A receita corrente líquida é de R$ 57.766.803,54.


Até 31 de dezembro de 2017 a aplicação no ensino foi de R$ 12.293.499,77 percentual conforme Art. 212 CF/88: 27,34%, do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) foram gastos com remuneração do magistério R$7.231.187,90, em porcentagem, foram aplicados 97,58% em remuneração. Na Saúde a aplicação foi de R$ 10.726.142,01, percentual conforme Art. 198 CF/88 de 24,49%.


O prefeito avaliou positivamente as contas, sendo que a finalidade das audiências é a transparência, tornar público tudo o que é público.