Na tarde de quinta-feira (05) foi oficialmente fundada a Associação de Recicladores de Pinhalzinho (Arepi), com aprovação do estatuto e eleição da sua diretoria. A Administração Municipal, por meio do Projeto Recicla Cidadão de Pinhalzinho contribuiu com isso. 


Conforme o voluntário do Projeto Recicla Cidadão, Sérgio Matte, o município disponibilizou um barracão, local para fazer esse trabalho de reciclagem. Atualmente são quatro núcleos de famílias, todas devidamente cadastradas na Assistência Social do município. A Arepi faz a gestão, mas cada núcleo faz o seu trabalho, suas operações financeiras, sendo totalmente independentes.


O prefeito Mário Afonso Woitexem, acompanhou a reunião de fundação da Arepi e destacou que hoje tem órgãos pra tudo nos municípios e chegava à prefeitura, a todo momento, denúncias da Vigilância Sanitária, ou de vizinhos, porque os catadores recolhiam o lixo reciclável e levavam no local que tinham, normalmente em suas casas e lá faziam a seleção do que podia ser vendido e o que seria descartado. “Como em Pinhalzinho temos uma lei de incentivo à indústria, ao comércio e prestação de serviço, tivemos a ideia de contribuir com essas pessoas, formalizando uma associação para que todos se tornassem empresários para podermos ajudar de alguma forma”, destacou. 


O prefeito agradeceu a todos que se empenharam voluntariamente e contribuíram com a formalização da Arepi.


A associação que já está em atividade, recolhe cerca de 10 a 12 toneladas de lixo reciclado por semana, lixo esse que iria para o aterro. Na semana passada destinou corretamente 5.410 kg de vidro, nesta semana uma carga de isopor.