Na noite de sexta-feira (15), o município de Pinhalzinho lançou a 16ª edição da Festa do Vinho, Queijo e Salame para todos os expositores, público em geral e imprensa.


Conforme o secretário de Agricultura, Honorino Dalapossa, o evento foi um sucesso, com toda a galhardia que merece. “Nós estamos tratando da festa dos produtos coloniais, produtos da agroindústria familiar rural, da grande região de Pinhalzinho. Municípios de Campo Erê, Caxambu do Sul, entre outros, já estão em Pinhalzinho também expondo produto de excelente qualidade, provando de que quando há dedicação, carinho, amor naquilo que se faz é possível produzir produtos de excepcional qualidade que agrada a todos os gostos”, salienta.


Ele menciona que, a grande evolução que se teve no preparo dos vinhos, com alta qualidade dos produtos, na apresentação, no sabor, na aparência desses vinhos, já chega próximo de regiões produtoras que tem uma história de muitos anos. “Nós, por estarmos celebrando a 16ª Festa do Vinho, acredito que já evoluímos muito”, menciona Dalapossa.


Sobre a produção de queijos ele diz que, os queijos são de alto padrão, se equiparando a muitos produtos de empresas que tem experiência de anos. Os produtos embutidos de suínos também não perdem em nada, conforme Dalapossa, que pelo contrário, ganham no sabor, em aparência, em qualidade de muitos outros produtos similares que tem no mercado. 


No que se refere aos panificados produzidos, o secretário salienta que é impressionante a habilidade, a dedicação das pessoas para produzir as delícias de sabores que são expostos. “Produtos, da própria feira livre, que expõem todo a gama que produz, produtos fresquinho do interior e que trazem para o consumidor urbano. Também a produção do mel, do melado de cana, aguardente, todos produtos de boa aparência que podem concorrer com qualquer produto de muitas regiões do Brasil que se dizem é especialistas no assunto. Nós não temos aqui, aquilo que muitas regiões de 300 anos de história tem, acredito que temos muito a melhorar, mas já estamos dando grandes passos, rumo a consolidação da agricultura familiar, também na agregação de valor e não apenas a produção de matéria-prima”, finaliza o secretário.